Mat Pilates (Pilates de Solo)

No Clã de Artes Marciais nos importamos muito com a saúde, por isso disponibilizamos agora o Mat Pilates, conhecidos por alguns como Pilates de Solo, conheça mais sobre.

Porque fazer o Mat Pilates (Pilates de Solo)?

O fortalecimento muscular, resultado da prática do Mat Pilates (Pilates de Solo), ajuda a:

  • Diminuir as chances de lesões quando se pratica outro esporte, como artes marciais por exemplo (que também enfatizam a concentração e respiração), ou esportes de alto desempenho;
  • Alinhar a coluna;
  • Ter um abdômen “sarado”;
  • Evitar dor nas costas;
  • Evitar LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e DORT ((Distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho) tendinites em geral;
  • Para contribuir no pré e no pós-operatório em geral;
  • Para prevenção de hérnias de disco, por ser bastante enfática em estabilização e posicionamento da coluna,
  • Ter uma vida mais saudável;
  • Muitas outras além de outras.

Na academia praticamos o MAT PILATES, que é o Pilates no solo sem os aparelhos (cadillac, reformer, high chair e barrel).

 

Mais sobre Mat Pilates – Pilates no Solo

Conhecido anteriormente como contrologia, o Pilates foi criado por Joseph Pilates na Alemanha.

Quando se mudou para os Estados Unidos, por volta de 1929 fundou um estúdio na cidade de Nova Iorque, em uma rua cheia de artistas e próximo de vários estúdios de dança. Isso possibilitou que famosos coreógrafos e dançarinos descobrissem o método de Joseph, que proporcionava um bom desempenho a eles nos palcos.

Hoje em dia também podemos adaptar para os dançarinos não profissionais, que dançam por lazer, tanto para se ter um melhor alongamento e um condicionamento físico adequando, quanto para se evitar lesões.

Para que os exercícios sejam Pilates, precisamos de 6 fundamentos, que são:

  • Concentração, necessária para que os exercícios sejam executados com Controle;
  • Fluidez e Precisão, ou seja, exercícios feitos devagar e de forma correta;
  • Centralização, que é a contração da musculatura certa – (uma contração leve e contínua de 10 músculos- diafragma, reto do abdome, oblíquos – interno e externo-, transverso do abdome, quadrado lombar, multifidus, íleo psoas, glúteo máximo e o assoalho pélvico – períneo) também conhecido como power house;
  • Respiração, que deve ser controlada o tempo todo, de acordo com cada exercício, dividindo-se em inspiração, expiração de caixa torácica superior e inferior e expiração do abdome, para se evitar a fadiga precoce durante os exercícios.

No método contemporâneo, também temos mais 4 fundamentos, que são o posicionamento correto da pelve, da caixa torácica, da cabeça e da coluna cervical, estabilização da cintura escapular para melhor desempenho durante o exercício e evitar lesões.

 

Alguns Exercícios de Mat Pilates

Instrutora de Pilates

Fisioterapeuta Dra. Gabriela Targiani, Crefito 3 – 170037, formada pelo Centro Universitário São Camilo. É diretora da empresa GTFISIO, empresa que visa a prevenção e saúde das pessoas através da fisioterapia e seus recursos, para proporcionar a todos uma vida mais saudável e produtiva.

 

Site: www.gtfisio.com.br – Facebook: www.facebook.com/GTFISIO-381303392068577.